Se você tem alguma dúvida sobre a saúde do seu animal
PERGUNTE AO
VETERINÁRIO

vet@kennelclub.com.br
Picada de Cobra
Koala Hospital Animal

Há aproximadamente 20 espécies de cobras venenosas na América do Norte. A maioria é de cascavéis, trigonocéfalos de água e trigonocéfalos, todas chamadas de víboras, porque possuem sulcos profundos alinhados com os receptores de calor situados na face, entre os olhos e as narinas. Estima-se que 15.000 animais sejam picados anualmente nos Estados Unidos e as cascavéis são responsáveis por aproximadamente 80% das mortes por acidentes ofídicos.

Os venenos de cobra são misturas altamente complexas. O veneno das víboras causa grave inchaço após a picada, e o das cobras corais pode causar bloqueio neuromuscular.
As picadas das grandes cobras (jibóias e pítons) podem causar traumatismo acentuado e fraturas ósseas. Cobras venenosas exóticas como as jararacas, "cobras sopradoras" ou "boomslang", contém venenos altamente potentes, semelhantes aos das víboras.


Três fatores influenciam a gravidade de uma mordida de cobra venenosa: o tamanho do animal, a localização da mordida e o tipo de cobra. Uma mordida venenosa no tórax de um cão de pequeno porte é altamente letal.

O passo inicial no acidente com cobra, é identificar se ela é venenosa ou não, se possível. Se a cobra for capturada, a cabeça não deve ser destruída, uma vez que ela é importante para a identificação da espécie. Na maioria dos casos de envenenamento, os sinais ocorrem dentro de 30 a 60 minutos e consiste em inchaço, dor local e equimose (mancha hemorrágica). O ponto de penetração das presas pode ser observado como duas perfurações puntiformes (com forma ou aparência de ponto) e neste local pode haver saída de líquido escuro e sanguinolento. Nas primeiras horas, podem ocorrer efeitos como hipotensão com aceleração cardíaca, edema pulmonar, salivação, choque, e insuficiência renal aguda. As picadas nas áreas da cabeça e do pescoço podem causar inchaço ao redor das vias aéreas superiores, resultando em distúrbios respiratórios. A paralisia respiratória e/ou parada cardíaca pode levar à morte dentro de minutos até oito horas se a mordida for grave.

Se um animal for picado por uma cobra inofensiva ou se não houver evidência de envenenamento, o tratamento consiste na limpeza cuidadosa do ferimento e no uso de antibióticos. Isto é indicado porque a cavidade bucal da cobra é contaminada por uma grande variedade de bactérias. Podem ainda ser administradas drogas para o alívio da dor.

O tratamento de emergência nos acidentes que evidenciem envenenamento deve ser imediato. Antídotos devem ser utilizados o mais rapidamente possível, pois quanto mais rápido o veneno for neutralizado, melhor será o resultado. A administração de soro também pode ser indicada para diminuir o risco de choque e o uso de corticosteróides pode ser recomendado como conduta para tratar o choque, aliviar a dor e reduzir o edema, porém o seu uso não é indicado em todos os casos.