Se você tem alguma dúvida sobre a saúde do seu animal
PERGUNTE AO
VETERINÁRIO

vet@kennelclub.com.br

Dentista pra cachorro

Na última década a medicina veterinária viveu um grande avanço, principalmente na área das especialidades.
Em função disso começaram a surgir centros de atendimento especializado com o objetivo de oferecer a população e aos veterinários clínicos, serviços e equipamentos especializados.
Nesse cenário, cabe ao Médico Veterinário clínico de pequenos animais se familiarizar com estas vasta gama de especialidades.

Entre elas a Odontologia Veterinária em pequenos animais merece destaque principalmente por contribuir significativamente para o aumento da qualidade de vida e longevidade dos animais de estimação.

Da mesma forma, a especialidade vem ajudando a atender de maneira mais eficiente algumas emergências odontológicas como as que descrevemos a seguir:

Fratura Dental
Normalmente resultados de impactos, a extensão da fratura deve ser avaliada pelo especialista e o tratamento pode variar em função da idade do animal, profundidade e outras variáveis.

Luxação Dento-Alveolar
A luxação se caracteriza pela movimentação do dente dentro do alvéolo, normalmente devido a um trauma. Ela pode ser intrusiva (para dentro), extrusiva (para fora) ou lateral, que é a mais freqüente em cães, geralmente acompanhada por fratura do osso alveolar e laceração da gengiva.
Quanto mais jovem o paciente e menor a movimentação, menor a possibilidade de danos. O tempo decorrido entre o trauma e o atendimento é de fundamental importância.
O tratamento varia em função do grau de danos e pode ser necessária uma imobilização por períodos de até 12 semanas.

Avulsão Dental
A avulsão é o deslocamento total do dente para fora do alvéolo, sendo muito freqüente em cães devido a brigas.
O dente deve ser acondicionado preferencialmente em leite até o atendimento que deve ser o mais rápido possível, sendo recomendável o período máximo de 30 minutos.
Após o reimplante (sob anestesia geral) o dente deve ser imobilizado por 15 dias.

Fratura de Mandíbula
São muito freqüentes no atendimento de emergência em clínicas e normalmente estão ligadas a traumas na cabeça, o que torna indispensável uma avaliação neurológica do paciente.

Fratura de Maxila
São menos comuns que a de mandíbula mas podem ter caráter mais urgente devido ao sangramento nasal e obstrução das vias aéreas.


Como podemos observar a maioria dos casos odontológicos decorrem de traumatismos da cabeça. Estes podem conduzir a outras complicações, mormente neurológicas, que devem ser tratadas com prioridade no atendimento.

Cabe ao Médico Veterinário avaliar a situação, fornecer os primeiros socorros e posteriormente conduzir o animal aos especialistas conforme as necessidades e prioridades estabelecidas.

Texto feito pela Doutora Michele Venturini especialista em odontologia veterinária.