Se você tem alguma dúvida sobre a saúde do seu animal
PERGUNTE AO
VETERINÁRIO

vet@kennelclub.com.br

Traqueobronquite Infecciosa Canina
Koala Hospital Animal
É comumente conhecida como "tosse dos canis" e geralmente ocorre onde os cães são alojados juntos. Os agentes causadores mais freqüentes são Bordetella bronchiseptica, vírus da parainfluenza canina e Mycoplasma spp., mas diversos outros vírus e bactérias, isoladamente ou em combinação, podem estar envolvidos.

Os cães acometidos são apresentados com um surgimento agudo de "tosse de ganso", que frequentemente fica pior com o exercício. Outros sinais podem incluir corrimento oculonasal, conjuntivite, depressão e febre. A tosse em geral é autolimitante, desaparecendo dentro de duas semanas. Uma forma mais grave da enfermidade, caracterizada por broncopneumonia crônica, é observada em cãezinhos novos e cães adultos jovens com anormalidades congênitas de via respiratória.

O diagnóstico baseia-se fundamentalmente na sintomatologia clínica e em uma história de exposição a outros cães. As radiografias torácicas geralmente estão normais, a menos que haja um processo de broncopneumonia secundária.

Os casos de traqueobronquite infecciosa, em sua maioria, se resolvem sem tratamento dentro de 7 a 10 dias, e os animais acometidos devem ser isolados de outros cães e mantidos em um ambiente aquecido, livre de estresse. Supressores da tosse ficam indicados apenas se a tosse é não produtiva em cães sem evidência de broncopneumonia, e se é persistente ou interfere com o sono. Os antibióticos estão indicados somente quando houver complicações ou sintomas de envolvimento sistêmico e devem ser indicados após a cultura de lavado traqueal.

A prevenção baseia-se em programas de vacinação e em manter distância de cães potencialmente infectados. Pode-se usar hipoclorito de sódio diluído para desinfecção das instalações contaminadas.