Se você tem alguma dúvida sobre a saúde do seu animal
PERGUNTE AO
VETERINÁRIO

vet@kennelclub.com.br

Plantas Tóxicas para cães e gatos
Dra. Marilene Tavares de Oliveira
Clínica Médica
Koala Hospital Animal

Os animais podem ter acesso a plantas tóxicas em vários lugares; elas podem estar dentro de vasos em casa, no quintal, em terrenos onde o animal vai passear. Por isso é importante conhecer as plantas que colocamos em casa, pois muitas delas são comuns e muito bonitas, mas quando ingeridas pelo animal podem ter efeitos nocivos.
Os sintomas mais comuns de intoxicação são inespecíficos, como vômitos, diarréia e salivação intensa. Mas também podem ocorrer queimaduras, convulsões e alterações cardíacas, renais e hepáticas graves.

A ingestão de plantas é comum em cães e gatos. Filhotes de cães são curiosos e tem o hábito de morder tudo o que encontram. Alguns cães ingerem plantas por estarem "entediados", outros mantêm na idade adulta o hábito destrutivo. As causas de ingestão variam, mas o cão não consegue discernir entre a planta tóxica e a não tóxica.

Os gatos ingerem plantas para facilitar a eliminação de pêlos engolidos na higiene do corpo, seja através do vômito, seja pelas fezes.
Caso ocorra a ingestão e o animal comece a apresentar qualquer sintoma de intoxicação, ele ser levado a um médico veterinário para que seja instituído o tratamento o mais rápido possível. Não é recomendado medicar o animal em casa, nem induzir o vômito. Embora isso seja feito com boa intenção, muitas vezes pode agravar o quadro. Também não se deve "esperar para ver se melhora".
Em alguns casos é necessária a monitoração do coração através de eletrocardiograma, lavagem gástrica, indução segura do vômito, e outros procedimentos que somente o médico veterinário pode fazer. Além disso, quanto mais rápido o início da terapia com medicamentos que podem reverter o quadro, maiores as chances de boa recuperação do animal.

Evitar que o animal ingira uma planta tóxica nem sempre é possível, mas algumas medidas simples podem evitar a intoxicação. A primeira delas é saber se as plantas que temos em casa são tóxicas. Se não queremos nos desfazer delas, elas devem ser mentidas cercadas ou fora do alcance dos cães e gatos. Os animais não devem passear soltos ou sozinhos; estando presos à coleira podem ser rapidamente afastados de qualquer planta que tentem ingerir. Sempre que possível, deve-se evitar que o cão ou gato passeie livremente em sítios, chácaras ou fazendas. Deve-se evitar também receitas caseiras feitas com plantas sem orientação do médico veterinário.

Abaixo estão relacionadas algumas plantas tóxicas mais comuns:

1. Aloe Vera (babosa) 9. Espirradeira
2. Amarílis 10. Filodendro
3. Antúrio 11. Hortênsia
4. Azaléia 12. Mamona
5. Cheflera 13. Mandioca brava
6. Comigo-ninguém-pode 14. Orelha-de-elefante
7. Copo-de-leite 15. Ruibarbo
8. Espada-de-são-jorge 16. Trombeteira

Se o seu animal gosta ou têm hábito de ingerir plantas, ele pode ser "presenteado" com um bonito canteiro de erva-cidreira, por exemplo.

Falando ainda em plantas, é bom lembrar que muitos produtos utilizados como adubo (por exemplo, a torta de mamona) ou inseticidas para controle de pragas nas plantas, também são fontes muito perigosas de produtos tóxicos para os animais.

Todo cuidado é pouco para manter a saúde dos nossos bichinhos!