Características Gerais

Padrão FCI n. 078
Grupo n. 3, Terriers
Tamanho máximo 39 cm
Peso 9 Kg
Pelagem Pêlo-de-arame
Agressividade baixa
Aptidão caça
Atividade
Espontânea
média
Área para criação pequena
País de Origem Grã Bretanha

 

Clique para ver

 
Welsh Terrier

Observando antigas pinturas e gravuras onde os primeiros terriers são retratados, podemos concluir que o Welsh Terrier é uma raça bastante antiga.
No passado esses cães eram conhecidos como Velho Terrier Inglês ou Terrier Preto e Dourado de Pêlo Duro. Até hoje, a cor dos Welshs é a mesma dos cães de mais de 100 anos atrás. Mesmo nos outros aspectos físicos sua mudança foi insignificante.
Nos dias de hoje ele é usado na caça de lontras, texugos, raposas exatamente da mesma maneira que antigamente no seu país de origem, Gales. Apesar de bom caçador, ele não é briguento e é muito fácil de ser manejado.
Os Welsh Terriers foram levados para a América (Estados Unidos) por Prescott Lawrence em 1888. Ele importou um macho e uma fêmea e os apresentou no Madison Square Garden na Miscellaneous Class (grupo ainda não definido).

Possuem pelagem dupla, dura de arame, densa e assente.

A cor é de preferência preto e castanho, ou preto-acinzentado e castanho.

Na aparência geral ele é um cão de porte pequeno, rústico, compacto, impetuoso, com aptidão para o trabalho. A cauda é amputada não muito curta. O Welsh Terrier é amigável, extrovertido tanto com pessoas como com outros cães, sempre espirituoso e corajoso.

 


Voltar

 


Clique aqui.


Para retornar na sua pesquisa, clique no botão do seu Browser!